Como o modelo de gestão no varejo pode rentabilizar e tornar mais eficiente o varejo?

Quando fazemos uma busca sobre Modelo de Gestão de Varejo o que podemos observar é que milhares de resultados aparecem, metade são de instituições oferecendo os mais diversos cursos de extensão, EAD, pós-graduação, MBA e a outra metade são de dissertações com teorias ótimas de como deveria ser um modelo de gestão focado principalmente em vender mais e mais.

Na teoria tudo funciona, mas e na prática? Como ter um Modelo de Gestão no Varejo que gere lucro, em meio ao momento atual de recessão financeira que o Brasil se encontra?

Vender mais é o que todos nós queremos, mas em momentos de crise, com queda no volume de vendas, o foco deve ser ampliado e olhar para dentro de casa para ver como podemos ser mais eficientes, torna-se fundamental para quem busca rentabilidade.

A matemática é simples, se eu vendo menos eu ganho menos, certo? errado! Podemos vender menos e ganhar mais! A chave do sucesso é ter uma boa gestão dos principais pontos que influenciam na rentabilidade de qualquer varejo. Os 4 grandes pontos são:

• Precificação (pricing);

• Gestão comercial;

• Gestão operacional;

• Gestão financeira.

Vamos começar pela precificação ou pricing. Saber precificar é uma arte! Qual o tamanho da sua demanda e quanto seus clientes estão dispostos a pagar? Por quanto seu concorrente está vendendo? E a rentabilidade que deseja com esse produto? O preço é a maior alavanca de lucratividade de qualquer empresa, porém ele é muito maltratado. Pouquíssimas empresas no Brasil usam uma ciência para formação de preço e tem uma gestão eficiente.

A gestão comercial é outro ponto importante. Muitos varejos focam seus olhares somente para o preço de compra da mercadoria. Não planejam a negociação previamente, não analisam indicadores mais básicos como a curva ABC de produto, giro, ruptura e muitas vezes estão desconectados do Marketing.

A gestão operacional é outro ponto que impacta diretamente na rentabilidade, já que é ela garante que a exposição esteja ocorrendo de forma correta. Assim como a área comercial deve combater a ruptura e perdas, por meio de processos mapeados e indicadores medidos no dia a dia. No varejo, normalmente, o número de pessoas na área operacional é maior que em qualquer outra área. Por isso, ter uma boa liderança que capitaneie processos e método de gestão aliados aos indicadores de performance é fundamental para o sucesso, por meio de eficiência operacional e redução de perdas e outros desperdícios.

Além disso, uma boa gestão financeira deve garantir o controle dos custos e despesas para que ao final do período a empresa atinja seu objetivo de rentabilidade. O capital de giro no varejo tem muito impacto, a gestão de compras e estoques influenciam diretamente esse indicador e podem descapitalizar a empresa. Portanto a área financeira moderna deve estar conectada com todos os outros pilares anteriores para que a empresa possua uma avaliação mais assertiva e eficiente da gestão como um todo.

Uma gestão equilibrada desses 4 grandes pontos são garantias de rentabilidade, principalmente em tempos turbulentos.

Deixe uma resposta